Projeto Pedagógico

O curso de Licenciatura em Filosofia da PUC Goiás objetiva capacitar o licenciado à compreensão das questões referentes ao sentido da existência humana, da ação política, da educação e das produções éticas, estéticas e culturais; construir novas formas de produção e difusão do conhecimento filosófico, integrar a Filosofia às diversas áreas do conhecimento e desenvolver a consciência crítica do estudante. A partir desta perspectiva, o licenciado em Filosofia será habilitado para o exercício do magistério, sobretudo no Ensino Médio, mediante um trabalho integrado à realidade sócio-político-cultural do Brasil e do mundo contemporâneo. A formação de professores de Filosofia é indissociável da formação de cidadãos defensores e promotores dos direitos humanos, da consciência crítica, do exercício da cidadania e do desenvolvimento sustentável.

Reconhecendo a relevância de atender a essas exigências, o curso de Licenciatura em Filosofia torna-se modular em 2009, sendo concebido a partir de eixos temáticos, desenvolvidos em uma visão interdisciplinar e tendo como perspectiva a investigação dos problemas contemporâneos. Em cada módulo, as disciplinas percorrem a história da Filosofia, bem como suas questões centrais, problemas e autores, de forma relacionada e integrada por um eixo temático. Os módulos são tematicamente independentes entre si, porém, integram e compõem uma totalidade que busca corresponder às principais inquietações que permeiam a reflexão filosófica, constituindo-se a partir de oito módulos e oito eixos temáticos:  Metafisica, Conhecimento, Política e Ética, Filosofia e Ciência, Linguagem, Estética e Comunicação, Filosofias e Interdisciplinaridades, Filosofia e Educação.

O curso de Licenciatura em Filosofia da PUC Goiás está alicerçado no princípio de que a formação do graduado em Filosofia não se vincula estritamente a uma lista de conteúdos determinados, mas, sim, a certas capacidades discursivas obtidas por meio do estudo de conteúdos das disciplinas de formação específica e das disciplinas de caráter de formação geral e interdisciplinar que possibilitam a interlocução com outros campos do saber.

Coerente com esse princípio, a proposta de curso apresentada caracteriza-se pela flexibilidade dos conteúdos, conforme evidencia-se em sua matriz curricular. Contudo, essa flexibilidade é sustentada por alguns princípios que garantem um perfil coeso ao projeto de formação. Considera-se que a Filosofia é um saber caracterizável por diversos temas, tais como, metafisica, conhecimento, ética, política, linguagem, comunicação, estética e etc., não incompatíveis entre si; que ela comporta maleabilidade de conteúdos, com significativas subdivisões internas; que ela não se esgota em uma única escola ou tradição, mas que sua riqueza envolve o estudo de escolas e tradições diferenciadas. Entende-se, também, que o exercício da Filosofia constitui-se em um discurso crítico pautado pela coerência lógica, clareza conceitual e consistência argumentativa, assim como pelo resgate da tradição herdada dos Grandes Pensadores Ocidentais, que possibilitam ao acadêmico conhecer a história da Filosofia e, o mais importante, pensar e dialogar com a época atual sobre o que há de novo, o que deve ser questionado e o que pode ser postulado a partir dos pensadores que alicerçaram.

Diante deste contexto, espera-se do licenciado em Filosofia a capacidade de se pronunciar criticamente não apenas em relação à transmissão do patrimônio cultural conhecido como história da Filosofia, mas também a capacidade de se posicionar frente aos problemas aos quais Filosofia encontra sua inserção e justificativa na experiência cotidiana, seja no plano existencial de cada indivíduo, seja no plano histórico-político.