Estágio

O artigo 7º das DCN do curso de Graduação em Engenharia estabelece que “a formação do engenheiro incluirá, como etapa integrante da graduação, estágios curriculares obrigatórios sob supervisão direta da instituição de ensino”.

O curso de Engenharia de Elétrica segue as recomendações e regras da Escola de Engenharia presentes no Projeto Pedagógico da Escola. O Estágio Curricular Obrigatório compreende 4 créditos desenvolvidos na PUC Goiás e 300 horas de trabalho em campo sob supervisão direta de professores da Instituição. As atividades a serem desenvolvidas devem estar relacionadas com a formação profissional e o Projeto Pedagógico do Curso com jornada definida de comum acordo e ser compatível com as atividades escolares (mínimo 4 horas diárias, até máximo de 6 horas diárias, totalizando 300 horas durante o semestre letivo, conforme legislação vigente). A carga horária semanal não poderá ultrapassar 30 horas.

O período de vigência está limitado ao período do semestre letivo em que o estudante se encontra matriculado, conforme previsto no Cronograma de Atividades da Disciplina. O Estágio Obrigatório não pode ser iniciado anteriormente e nem concluído após esse período. É facultado ao estudante ter até dois estágios (contratos) paralelos, desde que a soma da carga horária das duas empresas não ultrapasse às 30 horas semanais, conforme previsão em Lei.

O Professor Orientador fará sua agenda para a realização das visitas in loco, sendo importante a realização de, no mínimo, 01 visita no local onde o estágio é realizado, por estudante, durante o semestre. Com a Ficha de Planejamento de Estágio, o Professor orientador deve avaliar o campo de estágio e as atividades nele desenvolvidas, de acordo com os seguintes critérios:

•           se as atividades desenvolvidas pelo estudante estão de acordo com o planejamento;

•           o cumprimento, por parte do estudante, de suas obrigações enquanto estagiário;

•           a supervisão efetiva do estudante/estagiário por um profissional da área; e

•           as condições ambientais, ergonômicas e de segurança proporcionadas pela concedente para a realização das atividades e aprendizado profissional.

Além das avaliações no campo de estágio, o(a) acadêmico(a) deverá expor suas práticas de estágio na disciplina Introdução à Engenharia Elétrica ou em evento apropriado. Também deverá elaborar relatórios segundo as orientações normativas e modelo disponibilizado. Estas e outras particularidades estão contidas nos procedimentos de estágio praticados pela Escola de Engenharia.

 

            Estágio Não Obrigatório

O Estágio Curricular Não Obrigatório é desenvolvido como atividade opcional. A carga horária do Estágio Não Obrigatório pode ser aproveitada em parte como Atividade Complementar. As atividades desenvolvidas no Estágio Não Obrigatório são avaliadas pelo Coordenador do Curso ou pelo Coordenador de Estágio. Assim como o Estágio Obrigatório, o Não Obrigatório deve estar em conformidade com a Lei de Regulamentação de Estágio n. 11.788, de 25 de setembro de 2008 (§1º do Art. 2º) e com a Política e Regulamento de Estágio da Instituição, Resolução n. 15/2004 do Cepea.

Os campos de estágio Não Obrigatório são externos à PUC Goiás e devem ser aprovados pelo Coordenador de Estágio, e pela Coordenação de Apoio ao Estágio, Monitoria, Egressos e Empresas Juniores (Caeme), órgão da PUC Goiás, e oficializados mediante convênios. Vinculada à Coordenação de Apoio Pedagógico da Prograd, a Caeme faz a orientação e a supervisão do Estágio de todos os cursos de graduação da PUC Goiás.