O Curso

O curso de Biomedicina da PUC Goiás, com quatro décadas de existência, tem como objetivo principal formar profissionais nas áreas de análises clínicas, banco de sangue e pesquisa. É dedicado à investigação de patologias humanas, confirmando ou refutando suspeitas clínicas por meio de testes laboratoriais, auxiliando assim no diagnóstico médico.
O curso na PUC Goiás não se insere somente no contexto tecnológico no ramo da medicina laboratorial e da pesquisa, mas assegura a formação de um biomédico respaldado por princípios éticos, morais e religiosos, comprometido com a comunidade, inserido na rede pública de saúde e focado na intervenção dos problemas atuais.

Contatos com a coordenação:
Coordenadora: Profa. Karlla Greick Batista Dias Penna
E-mail da coordenação: karllagreick@yahoo.com.br
Fone: (62) 3946-1474
Horário de atendimento: Matutino das 8h às 12 horas e vespertino das 14h às 17 horas. Variando conforme solicitação e agendamento das chefias superiores e horários de aula e pesquisa.

Contatos com a Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas
Diretor: 
Prof. Wilson de Melo Cruvinel
Secretária: Amanda Olézia de Oliveira Vaz
E-mail da Escola: emfb@pucgoias.edu.br
Fone: (62) 3946-1194
Horário de atendimento: segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 22h. 

 

Diferencial

O curso de Biomedicina da PUC Goiás tem como diferencial inovador a preocupação com o papel da universidade, no campo do ensino, pesquisa, extensão e produção de conhecimentos que respondam pelas demandas da sociedade tecnológica e globalizada, com qualidade e excelência.  Busca a formação de um profissional ético, humanístico, generalista, crítico-reflexivo e capaz de tomar decisões que possam melhorar sua atividade profissional bem como quebrar paradigmas.

Histórico

O primeiro vestibular de Biomedicina da então Universidade Católica de Goiás (UCG) foi realizado em dezembro de 1975. A primeira turma iniciou suas aulas em março de 1976, e o recém-criado curso de Ciências Biológicas – Modalidade Médica passou a constituir o Departamento de Ciências Biológicas e Geociências (CBG), juntamente com o curso de Biologia, que já existia. O primeiro diretor desse Departamento foi o professor João Alves de Castro, substituído posteriormente pelo professor Anor Antônio de Oliveira Neto. Mais adiante, em 1980, após a formação da primeira turma do curso, o CBG passou a ser denominado Departamento de Ciências Biológicas e Biomédicas (CBB). Em 2015, o curso passou a fazer parte da Escola de Ciências Médicas, Farmacêuticas e Biomédicas.

Formação Científico-Tecnológica

No compromisso de preparar um profissional capacitado e diferenciado, o curso apresenta uma carga horária otimizada com 57% de encontros teóricos e 43% de encontros práticos, totalizando 1.290 horas de atividade prática, de uma carga horária total de 3.260 horas. Para atividades práticas estão disponíveis mais de 22 laboratórios de disciplinas básicas e 01 Laboratório Escola, com média de 90 atendimentos/dia filantrópicos e SUS.

 Formação Crítico-Humanística

Uma das prioridades do curso de Biomedicina da PUC Goiás é permitir que o aluno aprenda a investigar, a produzir, a analisar e a criticar conhecimentos já produzidos e sistematizados, sobretudo, aqueles colocados como legítimos e inquestionáveis. Sendo assim, não é apenas a profissionalização que caracteriza uma universidade e sim, a formação crítico-humanística que torna o profissional uma pessoa de visão aberta à vida e não tão somente um tecnicista.

Mercado de Trabalho

A Biomedicina apresenta, atualmente, um mercado de trabalho diversificado com mais de 34 áreas de atuação autorizadas pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM), aumentando assim a inserção do Biomédico no mercado de trabalho. Considerável proporção de profissionais direciona suas carreiras para atuação nos laboratórios de análises clínicas, mas há um significativo aumento por outras especialidades. A seguir um resumo das principais áreas:

  • Análises Clínicas: Realizar exames e assumir a responsabilidade técnica e firmar os respectivos laudos; Assumir chefias técnicas, assessorias e direção destas atividades.
  • Análises ambientais, indústrias e bromatológicas: Realizar análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente. Atuar em indústrias químicas e biológicas.
  • Elaboração de soros, vacinas e reagentes. Realizar análises para aferição de qualidade dos alimentos.
  • Biologia Molecular e Genética: Realizar coleta de materiais, análise, interpretação, emissão e assinatura de laudos e de pareceres técnicos; Participar de pesquisas em todas as áreas da genética, como coordenador ou membro da equipe; Realizar exames de Citogenética Humana e Genética Humana Molecular (DNA); Assumir a responsabilidade técnica, elaborando e firmando os respectivos laudos e transmitindo os resultados dos exames laboratoriais a outros profissionais, como consultor, ou diretamente aos pacientes, como aconselhador genético.
  • Reprodução Humana: Atuar em Identificação e Classificação oocitária; Processamento Seminal; Espermograma; Criopreservação Seminal; Classificação embrionária; Criopreservação Embrionária; Biópsia Embrionária e Hatching; Atuar em Embriologia; Realizar a manipulação de gametas (oócitos e espermatozóides) e pré-embriões.
  • Citologia Oncótica: Realizar colheita de material cérvico vaginal, exceto a colheita de material através da técnica de Punção Biópsia Aspirativa por Agulha Fina (PAAF); Realizar a leitura de citologia de raspados e aspirados de lesões e cavidades corpóreas, através da metodologia de Papanicolaou; Atuar no setor de imunohistoquímica e imunocitoquímica, referente ao diagnóstico citológico; Assumir responsabilidade técnica, firmando os respectivos laudos.
  • Banco de Sangue: Executar o processamento de sangue e suas sorologia; Realizar exames pré e pós transfusionais; Assumir chefias técnicas, assessorias e direção de unidades; Manusear equipamentos de auto-transfusão; Realizar todos os procedimentos técnicos de banco de sangue, transfusão, infusão de sangue, hemocomponentes e hemoderivados.
  • Acupuntura: Realizar atendimento em consultório voltado à atividade e procedimentos de Acupuntura; Aplicar o diagnóstico energético (complementar ao diagnóstico clínico nosológico); Aplicar procedimentos técnicos para promoção do equilíbrio energético – orgânico; Exercer atividades ligadas à docência e pesquisa.
  • Imagenologia: Atuar em Tomografia computadorizada (TC), Ressonância Magnética (RM), Medicina nuclear (MN), Radioterapia (RT), ultra-sonografia (USG) e radiologia médica, excluída a interpretação de laudos; Atuar em exame de ultra-sonografia; Atuar no campo da Informática Médica, exercendo atividades no produto final dos exames, seja o conteúdo de dados ou armazenamento das imagens adquiridas.
  • Atuação em docência e pesquisa: O Biomédico com habilitação em docência e pesquisa poderá exercer a docência em instituições de ensino em disciplinas na qual o mesmo tenha sido capacitado.
  • A Biomedicina Estética: realizar técnicas invasivas não-cirúrgicas e desenvolver e aplicar os tratamentos para as disfunções estéticas corporais, faciais e envelhecimento fisiológico relacionados à derme e seus anexos, tecido adiposo e metabolismo.
  • Auditoria: Atuar no controle da execução, para verificar sua conformidade com os padrões estabelecidos ou detectar situações que exijam maior aprofundamento; avaliação da estrutura dos processos aplicados e dos resultados alcançados, para aferir sua adequação aos critérios e parâmetros exigidos de eficiência, eficácia e efetividade. O campo de trabalho está diretamente ligado aos processos de certificação e acreditação para laboratórios de análises clínicas, indústrias e hospitais. Está habilitado a executar auditorias de contas hospitalares.
  • Sanitarista: O Profissional habilitado está apto para atuar nas mesmas áreas da Saúde Pública, com ênfase nos departamentos de Vigilância Sanitária, Epidemiológica e Zoonoses. É a habilitação que melhor capacita o profissional a desenvolver, implementar e Gerenciar Planos de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS).
  • Perfusão: O apoio às cirurgias cardíacas também pode ser realizada por biomédicos especialistas em circulação extracorpórea (C.E.C.). O Perfusionista realiza o procedimento e monitora seus parâmetros, tais como a oxigenação, temperatura, pressão arterial, volemia e a coagulação sanguínea.