Letras

Sobre o Programa

O Mestrado em Letras da PUC Goiás, área de concentração Crítica Literária, iniciou as suas atividades em junho de 2006 e responde à demanda de desenvolvimento acadêmico, científico e cultural das regiões de abrangência da instituição e de outras regiões de Goiás e do país, tais como Tocantins, Pará, Maranhão, Mato Grosso e MS, Bahia, Amazonas, Amapá, entre outros. A proposta demonstra o empenho, o compromisso contínuo e a busca do amadurecimento do corpo docente e do próprio Programa Stricto Sensu que considera a necessária flexibilização dos métodos de análise crítica, aliados ao perfil do curso e à consolidação de novas propostas, concernentes às teorias, às abordagens críticas e às mudanças sociais que permitem aproximar as pesquisas e a realidade, favorecendo sua melhor inserção no contexto social. O Programa, desde a sua fundação, buscou sintonia com as políticas de verticalização do ensino, da pesquisa e extensão adotadas na PUC Goiás, com vistas à excelência nas suas dimensões internas, preparando seus quadros e instalações externas, pela inserção social e diálogo paritário com outras IES. O Programa,  até  novembro  de 2016, titulou 160 mestres e cumpre seus desígnios no sentido de qualificar e acompanhar os seus egressos, sem se distanciar da missão principal de perseguir a excelência no que tange à pesquisa acadêmica, o que seguramente tem gerado grande impacto positivos dentro de todo o Estado de Goiás,  nas regiões  atendidas: centro-oeste,  norte e nordeste.  Desde o início, a definição da área de concentração,   Literatura e Crítica Literária , foi bem estabelecida e  as três linhas Correntes Críticas Modernas e Contemporâneas; Crítica Literária, Ensino e Linguagens Interartísticas e  Crítica Literária, Tradução e Transcriação – ganharam uma maior organicidade com o amadurecimento do  Projeto do  Curso.

No último triênio (2010-2012), o Programa recebeu nota 3 na avaliação feita pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação vinculada ao Ministério da Educação do Brasil.