Genética

Sobre o Programa

Criado em 2005, o Mestrado em Genética da PUC Goiás (MGene) teve aprovação da CAPES. O corpo discente incluiu graduados em Biologia, Biomedicina, Enfermagem, Farmácia, Filosofia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Pedagogia, Psicologia e Zootecnia.

O MGene tem parceria com: Núcleo de Pesquisas Replicon (NPR), Hospital Araújo Jorge (Associação de Combate ao Câncer em Goiás – ACCG), Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás. O MGene integra o banco de dados genômicos de variação de fenótipos em seres humanos (DECIPHER), e o docente Dr. Aparecido D. da Cruz é o Coordenador Nacional do European Cytogeneticists Association Register of Unbalanced Chromosome Aberrations (ECARUCA), um banco de dados público sobre aberrações cromossômicas não balanceadas. Dra. Maria Paula Curado epidemiologista e pesquisadora do International Prevention Reserach Institute e do A.C.Camargo Cancer Center é docente do NP do MGene. O grupo de professores vinculados ao MGene tem parcerias e colaborações e abaixo foram destacadas as colaborações internacionais estabelecidas para o quadriennio de avaliação 2017 – 2020:

  • Dra. Nicole de Leeuw, Theme leader Intellectual Disability & Congenital Anomalies do Department of Human Genetics, Radboud University, Nijmegen, Netherlands para a elaboração, no ano de 2017, do projeto intitulado “Sequenciamento de Nova Geração de genes candidatos em crianças e adolescentes com deficiência intelectual assistidos na rede pública de saúde do Estado de Goiás”;
  • Dr. Rajib Deb do Central Institute for Research on Cattle na Índia, este instituto possui dois modernos laboratórios com instrumentos de padrões internacionais e que participam desta parceria internacional, que são o Molecular Genetics Laboratory e o Semen Freezing Laboratory; a colaboração com Dr. Permitiu a elaboração de um proposta de estudo para a criação de sondas de DNA para marcação dos BTAs 1, 29, X e Y;
  • Dr. Vincenzo Landi da Universidade de Córdoba na Espanha, juntamente com a Dra. Maria Clorinda Soares Fioravantti da Universidade Federal de Goiás (UFG). Estas parcerias são fruto da colaboração para desenvolvimento de dois projetos de pesquisa com finalidade de conservação genética e monitoramento de algumas espécies de bovinos e equinos do cerrado brasileiro. Estes projetos são intitulados: “Aplicação de SNP multiplex para caracterização de marcadores moleculares de resistência a doenças em raças brasileiras localmente adaptadas: Curraleiro Pé-Duro e Pantaneiro. A pareceria com Dr. Landi possibilitou a elaboração de uma proposta de pesquisa que foi submetida e aprovada pelo FAPEG/PRONEM-2017;
  • Dr. Juan Vicente Delgado Bermejo da Facultad de Veterinaria de la Universidad de Córdoba (España), responsável pelo grupo de investigação “Mejora y Conservación de los Recursos Genéticos de los Animales Domésticos” (PAI-AGR-218), para realizar cooperação referente a técnicas de estudo de genotipagem de SNPs em bovinos, como ferramentas de conservação e melhoramento de recursos genéticos;
  • Jenna Scott, co-diretora do Programa em Aconselhamento Genético da Universidade de British Columbia no Canadá. Consultora para o desenvolvimento e prática do aconselhamento genético no Estado de Goiás;

O corpo docente do MGene apresenta atuação em destaque regional e nacional com inserção em âmbito internacional. Suas ações de destaque focam a organização de eventos científicos e de extensão, regionais e nacionais, produção intelectual, que em grande maioria caracteriza-se por publicações em periódicos internacionais e o compromisso para o estabelecimento de relações pessoais entre docentes, discentes, egressos, parceiros e comunidade de forma cordial, sólida e de natureza humana. A seguir estão apresentados algumas reportagens de docentes do MGene estabelecendo laços de divulgação científica para os projetos em execução do programa.

Outros links:

Dia C da Ciência 2018

O MGene possui um alto potencial de consolidação, evolução qualitativa e quantitativa e significativo crescimento no contexto da Pós-Graduação Stricto Sensu na região, especialmente na práxis da genética humana e ambiental, áreas de maior ênfase do Programa.

No último quadriênio de avaliação (2013-2016), o Programa recebeu o conceito 3 na avaliação feita pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação vinculada ao Ministério da Educação do Brasil.

Atualizado em 11/02/2019 – CPD/INTERNET