Ciências da Religião

Sobre o Programa

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião – Mestrado – iniciou suas atividades em março de 1999 e recebeu recomendação da CAPES/MEC, conforme parecer CTC/28, de 12 de março de 2001, com nota inicial 3. Na avaliação do triênio 2001-2003, recebeu a nota 4. O Doutorado em Ciências da Religião recebeu recomendação da CAPES/MEC, conforme parecer do CTC de 11/07/2006 e iniciou suas atividades com o processo seletivo para 2007. No último triênio (2010-2012), o Programa recebeu nota 5 na avaliação feita pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação vinculada ao Ministério da Educação do Brasil.

Características do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião (PCR)

O PCR integra-se em seu meio ambiente:

  • prestando serviços de formação e assessorias para identificar, compreender e respeitar a pluralidade de manifestações religiosas, contribuindo para o diálogo ecumênico, inter-religioso e científico;
  • participando de decisões e produções de saber dentro e fora do espaço acadêmico. O específico do PCR é contribuir com o suporte científico para compreender as expressões religiosas em seu meio ambiente, através da sociologia, antropologia, Bíblia e ciências afins.

Epistemologia, metodologia, interdisciplinaridade da equipe docente e abrangência das pesquisas

  • O termo “Religião” não é dogmático ou doutrinal; indica para o objeto de estudo, qual seja, o fenômeno religioso acessível à análise metodológico-científica.
  • O termo “Ciências” indica para a dimensão científico-cultural do fenômeno religioso e suas múltiplas leituras e metodologias de abordagem. Isso implica na postura interdisciplinar do mestrado (sociologia, antropologia, psicologia, teologia, filosofia, história…).
  • A multidisciplinaridade em diálogo fica evidente na área de concentração: Religião Cultura e Sociedade.
  • A busca por construir paradigmas epistemológicos e práticos críticos e questionadores de processos sociais, culturais e religiosos que alienam e oprimem é central e constante.
  • As pesquisas, assessorias e todo o processo de formação visam oferecer referenciais para compreensão de processos sócio-culturais e religiosos que envolvem globalização, urbanização, êxodo rural, relações de gênero, negritude e etnia, etc., possibilitando uma interferência qualificada nesses processos.