O Curso de Arqueologia

O curso nasceu em 2006 no contexto emergente da Arqueologia por contrato, desenvolvida no Brasil num momento em que as discussões acerca do patrimônio cultural estavam presentes nas diversas esferas da sociedade, ultrapassando o lócus acadêmico. Esse contexto é também marcado por uma demanda ávida por profissionais em Arqueologia. Ao completar 10 anos o Curso de Arqueologia da Puc Goiás já pode orgulhar-se de seus egressos que conquistando o mercado de forma premiada:

    • Edilson Teixeira de Souza, que pesquisou sobre materiais arqueológicos acervados no IGPA, com o Projeto Sistema de Debitagem em Sítio Lítico a Céu Aberto (DF-PA-11) – Ceilândia – Distrito Federal, foi contemplado em segundo lugar na categoria “Monografia de Graduação”, com o Prêmio Luiz de Castro Faria em 2016. O prêmio foi criado em 2013 pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN), com o objetivo de reconhecer a pesquisa acadêmica que verse sobre o tema da preservação do patrimônio arqueológico brasileiro.
    • Marcos Paulo Melo Ramos, é selecionado pelo Programa “L´Archéologue du Futur”. O programa oferece bolsa e estágio na Universidade de Paris X para participar de análises de coleções arqueológicas líticas da França, datadas em 500.000 anos. O programa é financiado pelo Ministério das Relações Exteriores e do Desenvolvimento Internacional da França e destinado a jovens arqueólogos de cinco continentes.

Premio-Luiz_de_Castro_Faria

  • Liana Tormin Mollo foi também premiada pelo Centro Nacional de Arqueologia CNA/IPHAN na categoria “Monografia de Graduação”, em 2014, com o trabalho “Vestígios de Alterações Térmicas em Objetos Líticos do Sítio Morro da Janela I (MT-SL-31)” desenvolvido no âmbito do Curso de Graduação em Arqueologia do IGPA da Puc Goiás.

 

Selos_GE2015O curso de Arqueologia da PUC Goiás/IGPA recebeu seu reconhecimento com 4 estrelas em 2015, na Classificação dos Cursos Brasileiros realizada pelo Guia do Estudante (GE), publicado pela Editora Abril.

Com o papel de colaborar e de estimular, no seu cotidiano como discentes, debates acerca das deontologias e éticas entre profissionais, assim como suas ações sobre o patrimônio Arqueológico, o curso de Arqueologia da PUC Goiás tem como propósito norteador a formação acadêmica e profissional de arqueólogos no Brasil, preparando-os e habilitando-os a realizar pesquisa básica e aplicada de qualidade, em Arqueologia, em todas as suas dimensões:

  • conhecimento e domínio dos fundamentos teóricos e epistemológicos que embasam as teorias arqueológicas;
  • domínio das práticas essenciais para a realização de trabalho arqueológico;
  • preparo de profissionais para gestão e preservação do patrimônio cultural;
  • capacidade para a gerência de projetos de pesquisa de natureza acadêmica ou de contrato;
  • consciência do papel social do arqueólogo no mundo contemporâneo.

curso de graduação em Arqueologia tem duração de três anos e meio (sete períodos), com carga horária total de 2.640 horas e 168 créditos. Composto por atividades em sala de aula, em laboratório e aulas em campo.

O fato de o curso emergir não de uma estrutura de departamento acadêmico mas de um instituto de pesquisa, possibilita a integracão dos alunos nos projetos de pesquisa do corpo docente, por meio do Programa lnstitucional de Políticas de Pesquisas da PUC Goiás.

igpa-curso

A pratica no curso de Arqueologia ocorre do primeiro ao sexto período, de modo que os conhecimentos teóricos e práticos se desenvolvem de forma concomitante. As aulas praticas do curso são realizadas em laboratórios disponíveis e em campo, realizadas preferencialmente nas regiões de Serranópolis e Palestina de Goiás e na região do rio Araguaia, áreas importantes no contexto da Arqueologia brasileira, onde alguns docentes do curso desenvolvem pesquisas acadêmicas.

reduzida 4

A Formação em Arqueologia na PUC Goiás

O curso de Arqueologia se fortalece ao longo dos anos. Seus egressos têm levado os conhecimentos e as experiências adquiridos às diversas universidades e instâncias da comunidade científica nacional e internacional, ocupando espaço no mercado da Arqueologia de contrato e em instituições de preservação do patrimônio cultural.

Os desafios do curso de Arqueologia da PUC Goiás/IGPA são solidificar a formação de profissionais de qualidade, mas acima de tudo éticos, como cidadãos compromissados com a preservação do patrimônio cultural e arqueológico, e estimular a continuidade da formação acadêmica, pois entende-se que a qualificação na academia, nas suas diversas instâncias (especialização, mestrado e doutorado), é um caminho promissor para uma Arqueologia crítica e de qualidade técnica e científica.

projeto cangas site