Cepaj

150603 - inauguracaoaldeiajuvenil (1)

Centro de Estudo, Pesquisa e Extensão Aldeia Juvenil

A ideia do Projeto Aldeia Juvenil, surgiu ainda em 1981 com uma pesquisa-laboratório, dentro da disciplina de Psicologia do Desenvolvimento III, no Departamento de Psicologia, sob a orientação do Prof. Dr. Rodolfo Petrelli, que investigava o comportamento da juventude de Goiânia, com relação a drogadição. Desde sua fundação, em 17 de maio de 1983, o Cepaj desenvolve metodologias de atendimento psicossocial (individual e grupal) para crianças, adolescentes e famílias em situação de vulnerabilidade social e ações sócio-educativas que visam à prevenção da violência contra crianças e adolescentes (palestras, articulação junto aos movimentos sociais/populares, bem como intervenção nas escolas e instituições da região).

O Cepaj reconhece como um dos seus principais objetivos o vínculo entre a produção/sistematização de conhecimento e realidade social, prática fundamental no processo de reconstrução do significado do ser criança e adolescente. Para tal intento o Cepaj busca a parceria de Instituições (governamentais e não governamentais) que atuam diretamente com a questão da criança e do adolescente para promover a melhor compreensão e intervenção no âmbito da infância, em especial na contribuição do pensar políticas públicas para este segmento.

O Cepaj presta os seguintes atendimentos gratuitos à comunidade:

  • Atendimento psicossocial: acolhimento de queixas e solicitações das pessoas, com ênfase na centralidade da família, no protagonismo infanto-juvenil, na promoção, garantia e defesa dos direitos da criança, adolescente e família.
  • Projeto Comunicar: busca transformar a realidade da criança e do adolescente para maior integração à comunidade pelo uso da linguagem oral e/ou escrita. Os atendimentos são realizados individualmente ou em grupo, utilizando estratégias como dramatização, jogos educativos e material imantado com figuras em madeira.
  • Projeto Minha Casa, Extensão da Minha Escola: visa estimular o fortalecimento dos vínculos familiares pelo hábito da leitura em família e contribuir para o processo de ensino aprendizagem das crianças, adolescentes e familiares, por meio de novas abordagens socioeducativas a partir de uma perspectiva inter e transdisciplinar. A meta é atender 48 famílias.
  • Projeto Brincando com os Livros: trabalha a leitura de forma lúdica, incentivando crianças e adolescentes a praticar a leitura individual ou em grupo, para ampliar seus conhecimentos, fortalecer vínculos, bem como participar ativamente do processo de busca pelo conhecimento. As atividades são desenvolvidas na Biblioteca do Centro, que tem um bom acervo de livros.
  • Oficinas e grupos sociopsicoeducativos: trabalha temáticas de interesse comum de um determinado grupo. Possui abordagem informativa e oferece suporte emocional aos participantes, criando um espaço de acolhimento das expressões emocionais e contribuindo para descoberta de novas formas de agir e reagir diante das experiências vivenciais do cotidiano do indivíduo.
  • Orientação e apoio sociofamiliar: oferece informação adequada à família acerca de seus direitos e deveres, encaminha para equipamentos sociais e orienta com a finalidade de ampliar a compreensão de sua situação e buscar saídas.
  • Empréstimo de livros: busca a formação de leitores críticos de sua realidade, com caráter informativo, associado ao despertar do prazer pela leitura. O empréstimo pode ser feito por todas as pessoas que se cadastram, independente da faixa etária.

Coordenadora: Stela Moraes Pereira de Mello.

 

Contato:

Endereço: Rua 54, Quadra 2, Lote 13 e 14, Setor Santos Dumont, divisa com o Setor Nova esperança.

Fone: 3295-0887.