IV Conferência Internacional de Projetos Educativos para Sêniores

APRESENTAÇÃO

banner-05

Em decorrência das atividades desenvolvidas pela RUTIS (Associação Rede de Universidades da Terceira Idade) e das discussões fomentadas pelas instituições sêniores vinculadas a ela, surgiu a proposta desta Conferência, com o objetivo de fortalecer o conhecimento científico e partilhar experiências, projetos e pesquisas de professores pesquisadores da área de Gerontologia. A primeira aconteceu na cidade do Porto/Portugal, em fevereiro de 2017. Logo, outras instituições se vincularam e criou-se a A Rede Mundial de Projetos Educativos + 50 anos (RIPE), em Lisboa, durante o encerramento da II Conferência Internacional de Projetos Educativos para Sêniores, em 30 de outubro de 2017. A Pontifícia Universidade Católica de Goiás ( PUC Goiás), por meio do seu projeto de ação permanente, a -Universidade Aberta a Terceira Idade (UNATI) é membro da RUTIS desde março de 2018 e será anfitriã e parceira desta edição da Conferência.

A RIPE+50 procura estabelecer vínculos, com outras instituições, que têm como mote de discussão as questões da velhice e suas implicações nos vários âmbitos da vida. A III edição aconteceu em Santiago de Compostela/Espanha e priorizou ações educativas relacionadas às novas tecnologias. O objetivo da IV Conferência Internacional de projetos educativos para sêniores, a ser realizada em Goiânia, nos dias 3 e 4 de outubro de 2019, será a discussão sobre a velhice, tendo a universidade como espaço mediador para reflexões sobre as práticas, enquanto ações voltadas a três eixos principais. A saber:

1. Educação para o bem-estar: projetos/pesquisas/relatos de experiências em intervenções socioeducativas que possibilitam o exercício da capacidade funcional e envelhecimento ativo: maior participação social, qualidade de vida, autogerenciamento e prevenção da saúde, permitindo que as pessoas percebam o seu potencial para o bem-estar físico, social e mental.

2. Educação para a sustentabilidade: o presente eixo se reporta à dimensão social da sustentabilidade, como “valor” a ser utilizado para promoção da dignidade humana. Nesse sentido, a sustentabilidade pode contribuir para a discussão e formulação de uma agenda de desenvolvimento que considera o envelhecimento populacional e suas implicações na rede local, nacional e mundial de proteção social aos idosos.

3. Educação para o empreendedorismo: projetos que promovam a geração de oportunidades que, além de impulsionar a formação de pessoas com mais de 50 anos para o novo mercado de trabalho, possam torná-las participativas, provocando mudanças e qualificando o conhecimento de suas próprias habilidades, antes ignoradas. Este eixo também engloba projetos ligados ao protagonismo de pessoa com mais de 50 anos que se apresenta ativa no mercado de trabalho, por meio de negócio próprio, como prestador de serviços autônomos ou terceirizados, ou ainda para funções de consultoria, assistência técnica ou na área da educação.

Para tanto, integraremos três instituições ligadas ao atendimento da pessoa idosa na organização do evento: o Programa de Gerontologia Social da PUC Goiás, por meio do seu projeto de ação permanente – Universidade Aberta a Terceira Idade (UNATI), a Associação Rede de Universidades da Terceira Idade (RUTIS), de Portugal e a Rede Internacional de projetos educativos para sêniores (RIPE+50).

Durante a IV edição da conferência, serão apresentados trabalhos científicos, contemplando o tema “Universidade como mediadora de novas práticas na velhice”, por meio de pôsteres e comunicações orais. Envolverá, portanto, todos os departamentos da PUC Goiás. Os alunos da UNATI da PUC Goiás também participarão como atores deste evento, integrando Extensão, Pesquisa e o Ensino (graduação e pós-graduação), fortalecendo o compromisso da Instituição com a excelência em seus serviços.