O Curso

O curso de Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, primeiro da região Centro-Oeste (1957), desenvolve um projeto de formação profissional orientado pela construção coletiva com a participação de professores, estudantes, supervisores e articulação com o Conselho Regional de Serviço Social-19ª região e Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social. O Projeto Pedagógico do Curso responde as exigências do movimento da realidade e suas determinações sócio históricas, em sintonia com o processo de formação profissional em desenvolvimento em âmbito nacional. Filiado a Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS), o curso tem por referência as Diretrizes Curriculares de Serviço Social de 1996. O projeto pedagógico do curso de Serviço Social explicita as dimensões sociais, política e histórica de sua práxis, verticalizando-as em sua matriz curricular. O Serviço Social é pautado por uma direção social crítica referendada no Código de Ética da Profissão (Lei 273/93) e na Lei 8662 de junho de 1993, que regulamenta o exercício profissional do Assistente Social. O Serviço Social tem por horizonte o compromisso com as lutas democráticas e emancipatórias da classe trabalhadora numa perspectiva ético-política que se contrapõe aos processos de produção e reprodução da ordem social burguesa. O curso se assenta em cinco eixos temáticos: fundamentos histórico teórico-metodológicos do Serviço Social; questão social e Serviço Social; trabalho e Serviço Social; pesquisa e o tratamento dispensado à prática na formação profissional. A carga horária é de 3.020 horas, com duração mínima de quatro anos. Destas 3.020 horas, 2.520 correspondem a 168 créditos distribuídos nas diversas disciplinas da periodização curricular. O Estágio Supervisionado Obrigatório é integralizado na matriz curricular por meio das disciplinas Estágio I, II e III no 5º, 6º e 7º períodos, respectivamente. O tempo mínimo de duração do curso é de oito semestres, sendo o tempo máximo de integralização de até 50% sobre a duração do mesmo. Os turnos de funcionamento do curso são nos períodos matutino e noturno. O acesso ao curso ocorre mediante processo seletivo discente – vestibular realizado semestralmente. São 60 vagas a cada semestre, por turno. Vagas remanescentes do concurso vestibular são preenchidas por candidatos selecionados mediante processos seletivos de reopção de curso, de transferência de outras instituições e portadores de diploma de nível superior. Essas modalidades de ingresso têm período de inscrição e de seleção previstos no calendário acadêmico da instituição.

Contatos com a Coordenação:

Coordenadora: Profa. Ma. Maria Conceição Sarmento Padial Machado
E-mail da coordenação: carmen@pucgoias.edu.br
Fone: (62) 39461164
Horário de atendimento: Segunda, quarta e sexta-feira, das 8h às 12 horas e das 13h30min às 19 horas

Contatos com a Escola de Ciências Sociais e da Saúde

 Diretor (a): Prof. Dr. Renato Alves Sandoval
Secretário (a): Marilene Maria Alves de Assis (Titular);
Maria Messias de Lima Cirqueira (Adjunta)
E-mail da Escola: ecisspucgoias@gmail.com
eciss@pucgoias.edu.br
Fone: 55 (62) 3946-1096
Horário de atendimento: Segunda a sexta-feira, das 8h às 12 horas e das 17h às 21 horas

Diferencial

A graduação em Serviço Social na PUC Goiás desenvolve com base em sua trajetória histórica de serviços prestados a educação superior em Goiás, um projeto de formação acadêmica que almeja um perfil profissional composto por habilidades e competências em formular políticas sociais, exercer o controle social das mesmas, como políticas públicas, em fóruns específicos da sociedade civil, implantar e efetivar programas e projetos sociais, desenvolver a formação e a docência, a pesquisa social e a produção de conhecimento em Serviço Social, atuar em setores privados e públicos, que constituem os espaços sócio ocupacionais.

Histórico

O curso de Serviço Social da PUC Goiás, primeiro da região Centro-Oeste, criado em 12 de março de 1957, desenvolve um projeto de formação profissional pautado na construção coletiva com a participação de professores, estudantes, supervisores de campo e supervisores profissionais e articulação com o Conselho Regional de Serviço Social-19ª região e Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social. O Curso de Serviço Social, em 1994, articulado e inserido na ABEPSS procedeu a revisão do currículo mínimo vigente desde 1982, resultando no projeto pedagógico do curso de Serviço Social onde se explicitou as dimensões sociais, política e histórica de sua práxis, verticalizando-as em uma nova matriz curricular implantada em 1999/2. O projeto do curso adotou uma direção social crítica comprometida com a transformação societária e referendado no Código de Ética da Profissão (Lei n. 273/1993) e na Lei que regulamenta o exercício profissional do Assistente Social (Lei N. 8662/1993). O referido projeto traduziu uma direção comprometida com as lutas democráticas e emancipatórias da classe trabalhadora numa perspectiva ético-política que se contrapõe aos processos de produção e reprodução da ordem social burguesa.

O atual projeto pedagógico do curso, em vigor desde 2009, reafirma essa direção social e os fundamentos da formação postulados pelas Diretrizes Curriculares da ABEPSS, de 1996. O curso de Serviço Social da PUC Goiás assenta-se nos núcleos da formação relacionados aos fundamentos histórico, teórico-metodológicos do Serviço Social; questão social e Serviço Social; trabalho e Serviço Social; pesquisa e a formação profissional. O curso de Serviço Social está sempre atendo a exigência acadêmica, do ponto de vista cultural e pedagógico, de que a Unidade de Ensino deve explicitar as especificidades e particularidades de seu Projeto de Formação Profissional, em consonância com as exigências da realidade social, com as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Serviço Social, as diretrizes gerais da Associação que coordena o processo e com a Política e Diretrizes do Ensino de Graduação da Instituição de Ensino Superior da qual faz parte, tendo em vista as exigências inerentes ao projeto de formação profissional.

Formação Científico-Tecnológica

No Projeto Pedagógico do Curso de Serviço Social a formação profissional viabiliza uma capacitação teórico-metodológica e ético-política, como requisito fundamental para o exercício de atividades técnico-operativas, mediante a apreensão crítica dos processos sociais numa perspectiva de totalidade; a compreensão do significado social e histórico da profissão; apreensão das particularidades do desenvolvimento capitalista do país e identificação das demandas e respostas profissionais para intervir nas expressões da questão social, a partir das esferas pública e privada.

Formação Crítico-Humanística

O Projeto Pedagógico do Curso (PPC) expressa a construção efetiva de um projeto de formação profissional que se articula a um projeto societário, proporcionando ao estudante de serviço social os fundamentos históricos, teóricos e ético-políticos indispensáveis ao desenvolvimento de uma visão crítica da sociedade em que irá atuar, para acompanhar avanços culturais, desenvolvimento científico e tecnológico, novas demandas e transformações na esfera da produção e da reprodução social, comprometendo-se com a problemática e os desafios de seu tempo.

Mercado de Trabalho

O PPC do Curso de Serviço Social em consonância com as determinações da Lei n. 8662, de 7 de junho de 1993, que regulamenta a profissão, atesta que o assistente social possui formação, habilitação e qualificação técnico científica para atuação em:

  • Formular e executar políticas sociais em órgãos da administração pública, empresas e organizações da sociedade civil;
  • Elaborar, executar e avaliar planos, programas e projetos na área social;
  • Contribuir para viabilizar a participação dos usuários nas decisões institucionais;
  • Planejar, organizar e administrar programas, projetos e serviços sociais;
  • Realizar pesquisas que subsidiem formulação de políticas e ações profissionais;
  • Prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração pública, empresas privadas e movimentos sociais em matéria relacionada às políticas sociais e à garantia dos direitos civis, políticos e sociais da coletividade;
  • Orientar a população na identificação de recursos para atendimento e defesa de seus direitos;
  • Realizar estudos socioeconômicos para identificação de demandas e necessidades sociais;
  • Realizar visitas, perícias técnicas, laudos, informações e pareceres sobre matéria de Serviço Social;
  • Exercer funções de direção em organizações públicas e privadas na área de serviço social;
  • Assumir o magistério de Serviço Social e coordenar cursos e unidades de ensino de graduação e pós-graduação;
  • Supervisionar diretamente estagiários em Serviço Social.