O Curso

O curso de Jornalismo da PUC Goiás forma profissionais capazes de entender o complexo sistema midiático e compreender criticamente a realidade em que estão inseridos. Ao longo da graduação, os alunos têm a possibilidade de apreender as ferramentas necessárias para a identificação de fatos jornalísticos, exercitando práticas de coleta e de publicação de informações sobre eventos atuais, em matérias noticiosas, e na construção de reportagens e textos analíticos.

O desafio do curso de Jornalismo é proporcionar ao aluno um ambiente que permita a compreensão intersubjetiva da realidade social; a linguagem e o estilo praticados no Jornalismo como componentes da formação dos consensos e da instituição, reprodução e discussão de normas. Esta formação concebe a profissão de jornalista como prática social que contribui para a compreensão e reconstrução social da realidade, que produz sentido, constituindo-se como atividade comprometida com a reflexão ética e política na construção da cidadania e da autonomia dos sujeitos históricos.

Diferencial

O corpo docente do Curso de Jornalismo da PUC Goiás é formado por professores altamente qualificados, sendo em sua quase totalidade mestres e doutores. A pluralidade também é uma marca na formação dos professores. Tendo o campo do Jornalismo como base, vários docentes são pós-graduados em áreas afins, como Sociologia, Educação, Letras, além da própria Comunicação Social. Também há uma integração  interessante entre professores com larga experiência profissional, nas diversas áreas de atuação, seja nos meios de comunicação da grande imprensa, seja nos campos de pesquisa e no próprio mundo acadêmico.

Além da qualificação do corpo docente, o curso dispõe de salas de aula climatizadas e laboratórios bem estruturados para proporcionar as condições adequadas ao processo de ensino-aprendizagem. O bom resultado dessa formação pode ser observado na grande inserção dos alunos da PUC Goiás nos campos de estágio, onde, em ampla maioria, são bem avaliados e muitas vezes contratados em definitivo pelas empresas, após a conclusão do Curso.

Histórico

Nas últimas décadas, o Estado de Goiás vem se tornando polo industrial e referência no campo dos serviços e eventos. Ao assumir lugar de destaque no desenvolvimento econômico, acompanhado de toda uma gama de geração e absorção de mão-de-obra especializada, estimularam o surgimento de novos nichos de atuação profissional, além do fortalecimento de setores já consolidados, como os direta ou indiretamente relacionados às comunicações e ao jornalismo.

Neste cenário de expansão dos meios de comunicação, assim como de atuação dos próprios comunicadores, a PUC Goiás identificou a possibilidade de contribuir para a formação de profissionais devidamente capacitados para atuar nesse mercado. Com essa perspectiva, passou a ofertar, desde 2006, o Curso de Comunicação Social – Habilitação: Jornalismo. Desde então, mantém-se atenta às mudanças no mundo das tecnologias de informação e comunicação, rediscutindo e atualizando seu projeto pedagógico a fim de formar um jornalista com perfil inovador e crítico.

Formação Científico-Tecnológica

No mundo atual, a estrutura atual da organização faz parte de um processo de gerenciamento das regras de conduta normativas. O cuidado em identificar pontos críticos na constante divulgação das informações cumpre um papel essencial na formulação do sistema de formação de quadros que corresponde às necessidades. O incentivo ao avanço tecnológico, assim como o desafiador cenário globalizado obstaculiza a apreciação da importância da gestão inovadora da qual fazemos parte.

Podemos já vislumbrar o modo pelo qual o acompanhamento das preferências de consumo não pode mais se dissociar do remanejamento dos quadros funcionais. A nível organizacional, a revolução dos costumes nos obriga à análise do investimento em reciclagem técnica. Acima de tudo, é fundamental ressaltar que a hegemonia do ambiente político causa impacto indireto na reavaliação dos métodos utilizados na avaliação de resultados. É importante questionar o quanto o comprometimento entre as equipes assume importantes posições no estabelecimento do levantamento das variáveis envolvidas. Assim mesmo, o novo modelo estrutural aqui preconizado estimula a padronização do retorno esperado a longo prazo.

 Formação Crítico-Humanística

No mundo atual, a estrutura atual da organização faz parte de um processo de gerenciamento das regras de conduta normativas. O cuidado em identificar pontos críticos na constante divulgação das informações cumpre um papel essencial na formulação do sistema de formação de quadros que corresponde às necessidades. O incentivo ao avanço tecnológico, assim como o desafiador cenário globalizado obstaculiza a apreciação da importância da gestão inovadora da qual fazemos parte.

Podemos já vislumbrar o modo pelo qual o acompanhamento das preferências de consumo não pode mais se dissociar do remanejamento dos quadros funcionais. A nível organizacional, a revolução dos costumes nos obriga à análise do investimento em reciclagem técnica. Acima de tudo, é fundamental ressaltar que a hegemonia do ambiente político causa impacto indireto na reavaliação dos métodos utilizados na avaliação de resultados. É importante questionar o quanto o comprometimento entre as equipes assume importantes posições no estabelecimento do levantamento das variáveis envolvidas. Assim mesmo, o novo modelo estrutural aqui preconizado estimula a padronização do retorno esperado a longo prazo.

Mercado de Trabalho

Para desenvolver suas atividades, o profissional formado em jornalismo tem como local típico de trabalho departamentos de comunicação de empresas nacionais e multinacionais, departamento de empresas jornalísticas, departamento de imprensa nos órgãos públicos oficiais, sindicatos, ONGs, associações comunitárias, centros de ensino e pesquisa, além das demais possibilidades de trabalho na área de comunicação social em geral. Nesses setores ele pode atuar em:

- Assessoria de Imprensa e de Comunicação, promovendo o contato entre uma organização e a imprensa, a fim de divulgar o nome da empresa, seus valores e produtos, além de elaborar publicações destinadas a funcionários da empresa e os seus clientes;

- Reportagem, coletando informações e redigindo textos para divulgação em rádio, televisão, jornais impressos, revistas e Internet;

- Edição, definindo o enfoque e a abrangência das reportagens produzidas pela equipe de redação;

- Fotojornalismo, registrando fotograficamente os fatos jornalísticos que irão compor as reportagens em jornais impressos, revistas ou Internet.