O Curso

O curso se estrutura na modalidade de licenciatura em História. A identidade da nossa proposta se consolida pelo estreitamento dos vínculos entre teoria e prática, ensino, pesquisa e extensão. Também orienta esta proposta a flexibilização de conteúdos e a interdisciplinaridade. A matriz curricular do curso de licenciatura em História da PUC Goiás está estruturada em módulos, que por sua vez se caracterizam pela exploração de eixos temáticos, que resultam no desenvolvimento de competências pensadas a partir de uma temporalidade específica. Os módulos são organizados por semestre e cada um pressupõe pensar a historicidade de forma transversal, o que permite ao discente compreender os conteúdos para além de uma visão cronológica do processo histórico. O egresso do curso de História se capacita para atuar na educação básica como professor de História dos ensinos fundamental e médio, com versatilidade para atender às necessidades dos mais diversos modelos de escolas públicas e privadas.

Contatos com a Coordenação:
Coordenador: Ivan Vieira Neto
e-mail da coordenação: historia.pucgoias@aol.com
Fone: 3946 1686
Horário de atendimento: Segunda, quarta e quinta-feira, das 17h às 22 horas

Contatos com a Escola de Formação de Professores e Humanidades:
Diretora: Clélia Brandão Alvarenga
e-mail da EFPH: efphpucgo@gmail.com
Fone: 3946 1671
Horário de atendimento: 8h às 11h e das 14h às 21 horas

Diferencial

Na PUC Goiás, os cursos de licenciatura visam formar quadros de professores comprometidos com a educação, capazes de refletir de forma ética, crítica e política sobre o papel do educador. A indissociabilidade entre ensino, pesquisa  e  extensão é expressa na organização modular do curso. Os eixos temáticos foram organizados da seguinte forma:

  • O Ocidente: Poder, política e instituições;
  • As grandes comunidades religiosas;
  • Modernidade;
  • Colonialismos: a expansão do Ocidente;
  • A política das nacionalidades;
  • Conflitos e descolonização;
  • História e cientificidade;
  • Práticas histórias: pesquisa e ensino.
Histórico

O curso de História nasceu junto com a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Goiás em 1949 e foi reconhecido pelo Decreto n°30.588 de 22/02/1952. Nestes mais de 50 anos de existência, o curso passou por muitas transformações buscando a constante qualificação.

De 1975 a 1981, praticou-se o “Currículo do Curso de Estudos Sociais – Licenciatura de 1° Grau”, num total de seis períodos. O Departamento ainda não possuía a denominação de Departamento de História e Ciências Sociais (HCS). Operacionalizou-se nos anos 1982 a 1984 um “Currículo do Curso de História” com um total de nove períodos, totalizando 54 disciplinas. Após novo ciclo de estudos e discussões ininterruptas por parte do corpo docente do HCS, chegou-se à Grade Curricular de 1986/1 composta por nove períodos com disciplinas agregadas por “bloco de matrícula obrigatória”, orientado cada um por um tema central.

Uma nova reestruturação do curso emergiria em 1994, compreendendo oito semestres, com carga horária de 2.880h/aula, com um total de 192 créditos. Desde então, a pesquisa tem sido utilizada como importante elemento na formação acadêmica. No 8° semestre abriu-se a possibilidade para o estudante cursar a pós-graduação a nível de especialização. Esta organização curricular visava à superação da dicotomia bacharel/licenciado, conteúdo específico/pedagógico, teoria/prática, e graduação/pós-graduação. Outra reestruturação curricular viria a ser implementada em 2009.

No sentido de tornar seu currículo mais coerente com as exigências postas a um professor pela sociedade contemporânea, de torná-los mais flexível viabilizando-o administrativamente e financeiramente, e, ao mesmo tempo, assegurando a relação teoria-prática e a interdisciplinaridade, com o objetivo de garantir uma melhor formação aos seus graduandos, obedecendo ao Parecer nº 492/2001 que regulamenta as graduações em História, na proposta de matriz curricular, opta-se pela oferta do curso em uma estrutura modular, possibilitando ao discente concluir o seu curso em 8 semestres, mantendo sua estrutura curricular com carga horária de 2810h/aula e um total de 174 créditos.

Formação Científico-Tecnológica

O curso de História se propõe a desenvolver a percepção do conhecimento numa perspectiva histórica, seja pela análise crítica das obras produzidas nas especificidades de cada contexto, seja pela produção de novos conhecimentos por meio da pesquisa histórica e da ação educativa; promovendo o domínio de procedimentos nas formas de produção e difusão do conhecimento histórico, utilizando-se das diferentes tecnologias disponíveis. Valoriza-se a apropriação de técnicas de pesquisa e metodologias ativas para o ensino de História, voltadas à docência, buscando formar um profissional cujas práticas estejam pautadas pela qualidade e excelência.

Formação Crítico-Humanística

A compreensão dos processos históricos e a imersão num ambiente de crítica das instituições sociais, culturais e políticas do mundo que nos cerca é uma marca dos cursos de História. Estudiosos dos contextos pretéritos e presentes, observadores dos grandes acontecimentos da atualidade, o professorado do curso de História convida os seus discentes a refletirem criticamente sobre a sua posição no mundo e a se desenvolverem plenamente como sujeitos históricos. Espera-se dos discentes uma posição crítica aos problemas da sociedade, postura que os docentes admiram e encorajam, uma vez que o egresso do curso de História deve assumir ante a comunidade e a escola o papel de protagonista histórico como um agente transformador, inspirando o desenvolvimento do pensamento crítico entre os seus jovens alunos, no intuito de constituir cidadãos plenos e pró-ativos.

Mercado de Trabalho

O licenciado em História é um profissional que no exercício da profissão reunirá as competências e habilidades necessárias ao exercício do magistério de Educação Básica, considerando não apenas as condições do mercado, mas principalmente as necessidades e aspirações da comunidade onde desenvolverá seu trabalho, atuando como agente de renovação escolar e como um profissional ético e coerente com sua formação. Seu campo de atuação é amplo, podendo destacar:

- Educação privada e pública;

- Educação básica (ensino fundamental e médio);

- Institutos e arquivos históricos;

- Centros documentais, museus, bibliotecas e demais casa de culturas;

- Fundações culturais;

- Assessorias históricas para particulares e instituições.