O Curso

A profissão do aeronauta piloto convive com momento de densidade de muitas vagas e pouca oferta de recursos humanos. O redimensionamento da aviação civil no mundo e particularmente no Brasil, mais o advento de aeronaves de alto índice de automação, demonstra a necessidade de um novo piloto, com formação superior e possibilidade de Pós-Graduação. A tarefa deste profissional não trata mais de pilotar, mas de se relacionar com a intensa automação dos modernos decks de voo e seus periféricos baseados em sistemas de satélites, numa versão da realidade em contraste com a ficção científica.
Para prestar serviços à sociedade, o atual profissional de nível superior, envolto em tecnologias que são desenvolvidas em progressão geométrica, precisa entender o contexto cultural, econômico, político e social em que exercerá suas atividades; ter domínio do idioma inglês, pois é o instrumento de comunicação com as diversas culturas; entender o comportamento do organismo humano exposto às variações de fusos horários e às grandes altitudes; perceber as diferenças das legislações de cada Estado por onde voará; e principalmente, entender que o perfil de um piloto exige qualidades inatas e que serão revistas durante a sua formação.

Contatos com a Coordenação:
Coordenador (a):Cmte. Raul Francé Monteiro
e-mail da coordenação: aerpucgo@gmail.com / caer@ucg.br
Fone: (062) 3946-1207 e 3946-1335
Horário de atendimento: 8h às 12 horas e 13h às 18 horas

Contatos com a Escola de Gestão e Negócios
Diretor (a): Prof. Irineu Gomes
Secretária: Ednamar Rodrigues Moura
Email da Escola: egn@pucgoias.edu.br
Fone: (62) 3946-1141
Horário de atendimento: 7h às 22 horas

Diferencial

O CAER mantém contínuo contato com o mundo laboral. Parte de suas discussões com as empresas aéreas e com as autoridades de aviação civil permite uma leitura do mercado para além do que está disponível na mídia. Este procedimento auxilia na interpretação das necessidades que estão dispostas em sua matriz curricular. Pois, não se oferece ao aluno somente o mínimo previsto pela ANAC ou ICAO, mas procura-se atender as necessidades das empresas aéreas com a formação de um profissional completo, para os enfrentamentos nas funções que lhes serão confiadas.

Histórico

O curso foi homologado pelo, então, Departamento de Aviação Civil – DAC, em fevereiro de 1999, com um projeto audacioso à época. Sendo o segundo curso de nível superior autorizado na modalidade de Piloto de Linha Aérea no país, apresentava muitas carências: docentes pós-graduados na área, linhas de pesquisa ainda indefinidas e falta de bibliografia nacional, o que indicava muito ainda a se construir.

Depois de mais de uma década e com ajuda de profissionais do Comando da Aeronáutica, de empresas aéreas e da internet conseguiu construir uma base de dados que lhe permite entender que o objetivo inicial foi atingido, mas que os objetivos da formação superior estão calcados na pesquisa e por mais que se evolua, sempre haverá um novo projeto a ser trabalhado.

Mercado de Trabalho

O principal objetivo do CAER é a formação de recursos humanos para trabalhar nas cabines de voo de aviões das empresas regulares, nacionais e internacionais. Mas, a crescente aviação executiva de jatos por vezes torna-se a preferência dos egressos.

Contudo, desde os cockpits das aeronaves até os empregos públicos relacionados ao voo, é possível vislumbrar uma pluralidade de vagas no mercado de trabalho, para o qual a comunidade aeronáutica não havia se preparado.

As páginas da internet dão conta da cotidiana falta de pilotos com formação adequada, que atenda as necessidades em toda parte. Assim, mercados como da Ásia e Oriente Médio transformaram-se em campos de trabalho com interessantes planos de carreira, cuja faixa salarial localiza-se acima da média das ocupações correntes mundo afora.

 Formação Científico-Tecnológica

O ambiente aeronáutico é essencialmente tecnológico, o que exige inserção do aluno em cabines de pilotagem automatizadas para um aprendizado produtivo. Por isto, será familiarizado com a lida de softwares específicos em sala de simulação de voo e, depois, em simuladores de cockpits das aeronaves em uso no mercado da aviação. Assim, ficará apto a melhor aproveitar seu futuro treinamento de voo.

 Formação Crítico-Humanística

O rápido desenvolvimento das telecomunicações e do transporte aéreo aproximou os povos. Os profissionais que integram esses meios necessitam de compreender o efeito que isto produz na sociedade globalizada e que eles são agentes diretos desse processo, portanto também responsáveis pelas mudanças. Assim, na academia precisam aprender a refletir sobre suas práticas junto à sociedade.